Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Viagens por dentro dos dias

Blog em torno de literatura, arte, viagens, etc.

Blog em torno de literatura, arte, viagens, etc.

22.10.23

O Hamas pertence àqueles grupos de fanáticos extremistas que falam pela boca das armas.

So há um modo de dialogar com eles: usando a mesma linguagem.

20.07.23

Já ouviram falar no povo Hunza, que vive no vale do rio Hunza, na fronteira entre a Índia e o Paquistão? São apenas 30.000 habitantes de um vale paradisíaco a viver a 2500 metros de altitude. Se tiverem paciência, sigam a ligação acima. Talvez se admirem.

19.07.23

Sua Excelência, o Senhor Presidente do Brasil, Lula da Silva, parece que anda muito contente consigo próprio e com a sua política externa, sobretudo com Portugal e a Europa. O problema é que lhe falta sentido de humor. Há pouco, falando sobre a comunidade brasileira em Portugal, não conseguiu travar o seu impulso espirituoso. Sobre os 500.000 cidadãos brasileiros em Portugal, disse qualquer coisa como "qualquer dia os brasileiros serão mais do que os portugueses". As palavras podem não ter sido exatamente estas, mas é este o sentido. 

Seria bom que o Presidente Lula da Silva refletisse sobre o facto de ser presidente de um país, com a área de um continente e uma população de mais de 200 milhões de pessoas; país que tem população com necessidade de emigrar para um pequeno país europeu com 10 milhões de habitantes. Os brasileiros são bem-vindos, mas o Presidente Lula da Silva deve moderar os seus impulsos espirituosos.

17.04.23

É hora de cancelar a presença do Presidente Lula da Silva na Assembleia da República. O que ele disse referindo-se à Europa e aos europeus, e a forma subreptícia como defende a invasão da Ucrânica pelos russos, obsta a que Portugal o receba na AR. A sua presença na Casa da Democracia só pode acontecer com a conivência do Primeiro-ministro, do Ministro dos Negócios Estrangeiros e do Presidente da Assembleia da República, quiçá do Presidente da República. Jogamos na política externa com um pau de dois bicos? Enviamos armamento para a Ucrânia e recebemos no nosso país ucranianos, por solidariedade, e deixamos que nos entre pela porta dentro alguém que defende o invasor, embora se queira apresentar como paladino da paz?

15.04.23

O Presidente do Brasil, Lula da Silva, trouxe para a cena internacional uma sub-reptícia defesa da Rússia de Putin. Como se fosse possível defender um país que invadiu outro, reduzindo a escombros cidades inteiras, atingindo escolas e hospitais, entre outras atrocidades. É este Presidente que vamos receber na Assembleia da República no dia 25 de Abril. 

18.11.22

tumblr_fb21ab9aa11b93b34ccc46956c6b4fa0_bdd0d477_1

"A arquitetura de Masuleh, no Irão, é única. As suas casas estão dispostas de forma escalonada na encosta. Os telhados são planos e curiosamente quase não há ruas. Para circular as pessoas usam os telhados das casas.

(Fotografia de Rasool Mojahedi. Fonte: malemalefica on tumblr)

 

Putin

um louco à frente de um arsenal nuclear?

21.09.22

Putin ameaça e depois recua. Entretanto, faz mais uns bombardeamentos, mas vai recuando e retirando os submarinos de Sebastopol com receio de que os ucranianos ataquem a Crimeira, o que já esteve mais longe de acontecer. Volta a ameaçar, querendo ter um poder que vem perdendo desde que iniciou a invasão da Ucrânia. Na Rússia há já movimentos de contestação da putinagem no poder e do seu soberano, bem como em pequenos países que saíram da esfera de Moscovo desde que Gorbatchev iniciou a Perestróica. Dizem que os seus generais se têm vindo a afastar dele. O problema é que o homem não é de confiança. É um produto dos serviços secretos que o educaram no molde da ex-União Soviética. Não se sabe quando pode desvairar de vez e com a ajuda de fidelidades próximas atacar com armas proibidas. A incógnita é o virús desta guerra. Por outro lado, não me parece que os ucranianos parem seja para o que for, sem terem recuperado todo o território que lhes foi usurpado. Não creio, infelizmente, que a paz esteja para breve.

22.07.22

Este país (este mundo) anda numa roda livre. Não há respeito por nada nem por ninguém. Estamos nas mãos de minorias aguerridas e do politicamente correto. Ou repetimos os chavões dessas minorias, que a CS reproduz a toda a hora, ou somos tratados como excedentes.

Desacelerar o ritmo

para viver melhor

05.07.22

1-degradacao.jpg

O progresso estica-se tanto para ser progresso que está a voltar para trás. Talvez estejamos em rota de colisão com os nossos sonhos de grandeza, de realização e futuro. Em rota de colisão com a nossa vida diária, com o ambiente, com os nossos desejos e interesses. O ambiente está a rebentar pelas costuras, não aguenta mais exploração, mais desinteresse, mais devastação de recursos. A esperança de vida cresceu, vive-se mais com melhor qualidade de vida, no Ocidente, mas isso obriga a explorar recursos para satisfazer interesses de riqueza rápida, mas também de usufruto de uma parte da população mundial que quer tudo, se acha com direito a tudo, mesmo que a outra parte não tenha direito a nada. A pressão é enorme não só sobre os recursos disponíveis como sobre os trabalhadores em todas as vertentes profissionais. Há que desacelerar o ritmo e vivermos com mais humildade.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D