Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Viagens por dentro dos dias

Blog em torno de literatura, arte, viagens, etc.

Blog em torno de literatura, arte, viagens, etc.

24.08.22

"Livros que pertenceram a reis, atravessaram um oceano ou sobreviveram ao terramoto de Lisboa. Muito tem para contar esta Real Biblioteca fundada em 1756 e que era reconhecida e elogiada na Europa. São três quilómetros de prateleiras cheias de tesouros." (in RTP Ensina). A Biblioteca começou a ser erguida no ano seguinte ao do grande terramoto de Lisboa, próximo à Real Barraca onde vivia D. José I, após o terramoto.

Biblioteca%20do%20Pal%C3%A0cio%20Nacional%20da%20A

10.08.22

Biblioteca da Cruz Vermelha, em Lisboa. Fica situada no Palácio da Rocha do Conde d'Óbidos. É uma belíssima, embora um pouco desconhecida biblioteca, junto ao Museu Nacional de Arte Antiga, que também serve de morada à sede da Cruz Vermelha Portuguesa. Possui um acervo de 16 mil títulos, que vão desde monografias a publicações periódicas portuguesas e estrangeiras. De destacar as pinturas do teto, estantes e balaustrada em madeira e o lustre de cristal da Fábrica da Marinha Grande.

Biblioteca-da-Cruz-Vermelha-Foto-por-VisitLisboa.j

 

Biblioteca Nacional de Portugal

Uma fonte de Cultura

09.08.22

Sala de Leitura Geral da Biblioteca Nacional de Portugal. O edifício foi projetado pelo arquiteto Porfírio Pardal Monteiro e terminado pelo seu sobrinho arquiteto António Pardal Monteiro. Os interiores são da responsabilidade do arquiteto, pintor e designer Daciano da Costa e de Raul Lino. Ao fundo a grande Tapeçaria de Portalegre da autoria de Guilherme Camarinha que alude ao génio nacional. A estatuária existente no interior e exterior do edifício são da responsabilidade dos escultores Lino António, Martins Correia e Leopoldo de Almeida.

BiblioNacionaPortug-ConVida2015-0101.jpg

 

07.08.22

A mais antiga biblioteca do mundo ficava em Niníve, no Iraque. Foi construída no séc. VII A.C. por indicação do rei Assurbanipal II. Possuía um acervo de 25 mil placas de argila cujos textos eram em escrita cuneiforme. Uma das obras mais importantes dessa biblioteca foi a Epopeia de Gilgamesh (imagem abaixo), considerada uma das primeiras obras da literatura mundial e inspiradora de futuros contos infantis.

antigo1.jpg

19.05.21

Biblioteca Alberto Manguel.jpg

Alberto Manguel, escritor de origem argentina e nacionalidade canadense, autor da conhecidíssima "Uma História da Leitura" (edição portuguesa da Tinta da China), entre muitas outras obras, legou a sua impressionante (pela quantidade e qualidade das obras) biblioteca pessoal de 40.000 volumes à cidade de Lisboa, onde vive atualmente.

O espaço para receber este acervo de livros fica, ao que julgo, num palacete da Rua das Janelas Verdes, que está a sofrer obras de remodelação para receber e adequar esse espaço ao fim em vista: uma extraordinária biblioteca.

É um gesto que dignifica o autor e a cidade de Lisboa.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D