Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Viagens por dentro dos dias

Blog em torno de literatura, arte, viagens, etc.

Blog em torno de literatura, arte, viagens, etc.

Marta Temido

Uma mulher valente

31.08.22

Marta Temido não aguentou mais. Foram dois anos a enfrentar uma pandemia demolidora e agora o cerco do lobby da medicina privada a apertar por todos os lados. António Costa é especialista não só a funcionar como esponja que tudo engole, como experto a tirar o tapete aos que lhe são próximos, fazendo-o sempre com um sorriso bonacheirão. O problema do SNS divide-se em duas partes: a primeira, ligada ao contínuo desinvestimento do sector (com algumas excepções) de modo a oferecê-lo à iniciativa privada, a que acresce a fuga de profissionais que procuraram melhores condições de trabalho e salários. Conseguiram melhores salários, mas condições de trabalho é perguntar-lhes que eles respondem calando a voz; a segunda parte vem com a pandemia, um enorme esforço dos profissionais e um gasto económico não expectável. A seguir à pandemia e à vitória retumbante do PS, começa a efervescência da Direita para minar o SNS, a lutar com dificuldades. Marta Temido saiu-se muito bem da pandemia. Mas o não estar disposta a favorecer lobbies privados, fragilizou-a. António Costa só apareceu na época da pandemia (tal como Sua Excelência), porque são pessoas que não andam na vida política para dar borlas. Sozinha, Marta Temido concluiu que o melhor era afastar-se. Sem apoios e com uma tremenda responsabilidade para dar a volta a um SNS como um puzzle a desarticular-se e minado por dentro e por fora, não tinha outra saída. O cansaço também não ajudou. António Costa esfregou as mãos de contente e até talvez tivesse dado um empurrãozinho para a demissão da ministra. Vá lá a gente saber o que vinga na cabeça do primeiro-ministro. Marta Temido foi trucidada pelo sistema e pelos lobbies. Tenho pena. Foi uma mulher de armas, a quem presto a minha singela homenagem. Mas talvez não tivesse outra opção.

27.08.22

Dá graças à tua vida pelo facto de o dia ter acontecido de novo.

(gullistan-blog on tumblr)

25.08.22

portugal-mapa.jpg

Portugal pode não ser o paraíso que todos nós, portugueses, ambicionamos. Mas podíamos ser mais assertivos na defesa do que é nosso, feito por nós, conquistado por nós, sofrido por nós. Um pouco mais de respeito por nós próprios fazia-nos bem.

25.08.22

O major-general Carlos Branco, de tendência russófila, não ficou bem naquela "fotografia" da CNN. Perdeu o controlo. Mas o jornalista/moderador também não ficou melhor. Devia ter acabado com a troca de "galhardetes" antes de se chegar ao ponto quente.

24.08.22

"Livros que pertenceram a reis, atravessaram um oceano ou sobreviveram ao terramoto de Lisboa. Muito tem para contar esta Real Biblioteca fundada em 1756 e que era reconhecida e elogiada na Europa. São três quilómetros de prateleiras cheias de tesouros." (in RTP Ensina). A Biblioteca começou a ser erguida no ano seguinte ao do grande terramoto de Lisboa, próximo à Real Barraca onde vivia D. José I, após o terramoto.

Biblioteca%20do%20Pal%C3%A0cio%20Nacional%20da%20A

23.08.22

Adoro ver o pessoal a chinelar, de havaianas. Desde que os brasileiros descobriram Portugal, o andar de chinelo no pé regressou em força e tornou-se moda. Até as tias andam todas a chinelar. Usam havaianas caras, claro, com diamantes de vidro. Chinelar, como dizia a minha avó, é de baixo estatuto social. Os tugas imitam tudo, como os chineses. Mas nós demos um passo atrás. Vai ser fácil descermos ainda mais baixo como povo. 

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D