Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Viagens por dentro dos dias

Blog em torno de literatura, arte, viagens, etc.

Blog em torno de literatura, arte, viagens, etc.

31.12.21


"Os livros são os amigos mais silenciosos e constantes; eles são os mais acessíveis e sábios dos conselheiros, e os mais pacientes dos professores".


Charles William Eliot, professor

30.12.21

O Chega revela-se um partido de transferências. Primeiro recebeu os descontentes de direita. Neste momento, e segundo as sondagens, está a alimentar o PSD. Resta saber até onde chegará essa alimentação. A direita nunca malbarata os seus interesses de classe. Já a esquerda compraz-se em debater teorias, berliques e berloques, respirações, ninharias.

28.12.21

O Almirante Henrique Gouveia e Melo assumiu ontem o cargo de Chefe do Estado-Maior da Armada. A sua prestação enquanto responsável pelo planeamento das ações de vacinação foi excelente. Depois deu algumas entrevistas. Veremos agora se neste novo cargo, estritamente militar, se continua disponível para entrevistas através dos meios de CS. Se assim for, é provável que o tenhamos na corrida para Belém. António Costa já afirmou que o Palácio de Belém não é para ele. Dito isto, parece existir já no espaço de todas as suposições algum planeamento quanto ao futuro do país a nível da superestrutura política. A ver vamos.

24.12.21

O pessoal anda todo a correr atrás da zaragatoa que lhe dê a possibilidade de passar um Natal feliz e mais seguro. As filas para a zaragatoa são o outro lado das filas para as vacinas. Andamos todos a correr atrás do prejuízo. E o prejuízo tem nome: Covid-19. Feliz Natal.

20.12.21

Os políticos que se candidatam a governar-nos prometem, via de regra, «cumprir Portugal», mesmo usando outra expressão. Isto já vem, sei lá, desde 1147. D. Afonso Henriques deve ter prometido alguma coisa a alguém e ficou a promessa. Não me lembro, porém, de nenhum político que tivesse cumprido, vá lá, meia dúzia de promessas, salvo, talvez, o Marquês de Pombal e Fontes Pereira de Melo, que fizeram coisas, que ainda hoje existem, sem terem prometido nada. Mas lembro-me de muitos outros se estenderem ao comprido. O que vale é que, tal como dizia Pinheiro de Azevedo, «o povo é sereno». Há muito blá, blá, digo eu, mas «é tudo fumaça», disse o almirante.

19.12.21

2333530A-43A9-42AD-A7F6-2A2175E2FDE9.jpeg

Como é bom
vestir o teu sorriso e
usá-lo logo pela manhã
quando os pardais
chilreiam nas árvores
Fica o dia mais claro
o peito mais livre de canseiras
a fadiga mais suave no coração
Como é bom
vestir o teu sorriso e
tê-lo sempre à mão
 
(António Garcia Barreto in «O cio das manhãs», Dez. 2020)

16.12.21

A presença obsidiante do pessoal ligado à Medicina (ao negócio da) nas nossas vidas (médicos, enfermeiros, epidemiologistas, hospitais privados, SNS, funcionários, especialistas de tutti quanti na área da Saúde, através da CS), além das notícias sobre o Covid-19, doenças, forma de as combater, seus perigos, conselhos e conselheiros, a que se juntam nas TV os vendedores de pílulas, e seguradoras a brandir a vantagem de seguros de saúde, está a transformar este tempo de pandemia numa paranóia coletiva. Como qualquer empresa comercial, os hospitais privados enchem ainda de publicidade os nossos telemóveis, se temos as respetivas aplicações instaladas, oferecendo-nos tudo o que lhes interessa e faz parte do seu negócio. Dando a volta completa, esta paranóia também pode ser útil ao negócio em causa. Haverá alguém que nos liberte deste assédio obsidiante diário, repondo a Saúde num patamar de relação normal, saudável?

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D