Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Viagens por dentro dos dias

Blog de António Garcia Barreto. Literatura & etc.

Blog de António Garcia Barreto. Literatura & etc.

30.09.21

Vivemos na civilização do espetáculo e dos rótulos. Tudo é som e imagem, as palavras perdem terreno e significado. Tudo se rotula, se mete em caixas, armários, prateleiras, se espartilha entre condenações e apreços. As pessoas são etiquetadas, só falta gravar-lhes na testa a etiqueta.

30.09.21

Bom dia e muita água benta. A Justiça precisa de ser aspergida para o cidadão acreditar nela. Adeus Rendeiro, até ao teu regresso para receberes uma comenda pelos altos serviços prestados à Nação. E não desesperes. Em Portugal todos os ricos são injustiçados.

29.09.21

A possibilidade de o vice-almirante Henrique de Gouveia e Melo poder vir a ser, no imediato, nomeado Chefe do Estado Maior da Armada, parece-me uma cena da pior cinematografia política. O vice-almirante fez um trabalho extraordinário enquanto responsável máximo pela "task-force" da vacinação contra o Covid-19. Segundo notícias do Sapo, que referem aquela possibilidade de promoção proposta pelo ministro da Defesa, a seguir ao vice-almirante deixar as funções em que esteve investido, tem o ar acabado de um pagamento que fica mal ao governo e ao proposto, caso este aceite. Porquê tanta pressa?

27.09.21

Em Lisboa ganhou a locomotiva PSD com 4 carruagens atreladas. Não sei como este comboio vai funcionar. A direita tem 7 vereadores e a esquerda 10. Este comboio só vai andar por artes mágicas, ou de empurrão. Talvez se passe a chamar o comboio GERINGONÇA.

25.09.21

Coziam os coiros das arcas por não se poderem manter; e sobre a fome, a água que bebiam era meio salobra e tão barrenta dos enxurros das crescentes que traziam os rios naquela invernada, que não assentava o pé em dous dias, e isto porque não havia aguada que os mouros não tivessem tomada; e se às vezes os nossos à força de armas a queriam ir fazer, uma gota de água custava três de sangue.

Transcrição de aspetos das viagens dos descobrimentos in "O Murmúrio do Mundo" (A Índia Revisitada), de Almeida Faria, Tinta da China, Lisboa, 2012

24.09.21

Antes de levar em conta aquilo que uma figura pública diz à comunicação social (mas não só), é preciso saber a que clube político pertence e em que ocasião exprime o seu pensamento. Só depois podemos concluir se o que diz é razoável, ou se é apenas dito para obter efeitos políticos imediatos.

24.09.21

A metereologia anda todos os dias a prever chuva, aqui na minha zona, e todos os dias me dá sol. Engana-me que eu gosto.

23.09.21

unnamed.jpg

Hoje, levado pela leitura de uma página do livro "A cidade nervosa", de Enrique Vila-Matas, relatando o seu encontro com a escritora Marguerite Duras, dei por mim a ir buscar todos os livros que possuo desta escritora e realizadora francesa, e rememorar alguns dos seus livros. Por exemplo, "Barragem contra o Pacífico" (Prémio Goncourt, 1984), "O marinheiro de Gibraltar" e "A vida material", entre outros livros cuja escrita de Duras sempre me cativou. Recordo ainda o belíssimo filme "O Amante" extraído do romance "O amante da China do norte" realizado por Jean-Jacques Annaud, em 1992 (episódios no YouTube). A escrita de Duras está muito marcada pela sua infância e adolescência em Saigão (hoje Ho Chi Minh), antiga Indochina Francesa, onde a mãe era professora e os dois irmãos pessoas de personalidades completamente opostas: o mais velho, um marginal, jogador e consumidor de ópio; o mais novo, um rapaz sensível, que o mais velho repudiava, e Duras adorava. Os livros de Marguerite Duras são o testemunho de um tempo, de uma paixão adolescente, de uma vivência pessoal levada aos limites. Vale muito a pena ler a sua obra, ver os filmes que realizou, sem esquecer o filme de Jean-Jacques Annaud, que capta de modo sublime um primeiro contacto com o amor, físico e emocional, uma paixão, um ambiente, um lugar, uma época.

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D